That stylish racer heritage

A nova Café Racer mistura três culturas que contribuíram para a história do motociclismo. A alma Scrambler. A lenda dos garotos Ton-Up e o espírito esportivo da Ducati, personificados na decoração estilizada da 125 GP Desmo e o tributo ao piloto Bruno Spaggiari.

Fruto do gênio que foi Fabio Taglioni, a 125 GP Desmo é a motocicleta que marcou a entrada da Ducati no mundo das corridas de pista, assim como a primeira a adotar a sincronização desmodrômica.

Ela estreou em junho de 1956 no circuito de Cesena, pilotada por Gianni degli Antoni, e alcançou sua primeira vitória já no mês seguinte, no Grand Prix sueco.

A partir ali, continuou a crescer. Em 1957, a 125 GP Desmo dominou nos campeonatos italianos. No ano seguinte, só perdeu um título mundial, durante uma temporada que entraria para a História graças ao Grand Prix das Nações, em Monza, em que cinco motos 125 GP Desmo ocuparam os cinco primeiros lugares e todas as motos do sexto lugar para baixo saíram durante a corrida.

O primeiro a cruzar a linha, com o número 54, foi Bruno Spaggiari, o corajoso piloto e testador da Ducati que, em 1958, ganhou mais um campeonato italiano a bordo da 125 GP Desmo

Alguns destaques

Aqui estão algumas coisas da Scrambler relacionadas a esta história.

Estilo artesanal, feito para durar, na alma

Velocidade, estilo, bravura. A lenda vive novamente na nova Scrambler Café Racer.